Oblivion




É comum ver muita gente ir ao cinema conferir filmes que mega stars como Tom Cruise estejam ligados, esse pode até ser o caso de projetos como OBLIVION, que estréia nesta sexta 12 de abril, mas não vai ser somente por tal fato que o público em geral possa vir ou não a gostar da película de Joseph Kosinski (diretor, roteirista e criador do comic book que originou o longa). O titulo do filme faz jus ao seu enredo (ainda bem que a tradução brasileira não tentou estragar com títulos literais ou colocando um subtitulo medonho) Oblivion, que quer dizer esquecimento em português baixando a Cleycianne ~ ( obliviate tem o mesmo sentido, alguém lembrou de Harry Potter ai? <3 ), traz um planeta terra futurístico em 2077, deixado totalmente as suas sobras e mostrando uma mera lembrança do que a terra um dia fora antes de uma guerra apocalíptica. 

Jack Harper (Cruise) e sua parceira, Victoria ou Vika (Andrea Riseborough) são a dupla efetiva de reparos dos drones, robôs androids hábeis em caçar ''aliens/saqueadores/rebeldes''. Jack e Vika tem a missão de manter vigilância completa do que restou da terra, principalmente, nas bases de suprimento de energia fornecidas pelas águas dos oceanos. Tais espaços de recursos energéticos, são alvos constantes dos saqueadores e Jack tem como tarefa não deixar que eles destruam o que sobrou, ou pelo menos é o que Sally (Melissa Leo dando uma de David de PROMETHEUS) os faz acreditar que seja, até que Jack e Vika possam retornar ao convívio dos seres humanos que estão confinados em uma colônia lunar. 
Os rebeldes que são tidos como aliens, até certo ponto do filme, são liderados por Malcolm Beech (um Morgan Freeman à la Morpheus de Matrix), um cara que na real sabe mais sobre Jack do que ele mesmo, e quer destruir a célula mãe que controla a dupla para liberar a terra dessa prisão que se tornou e acabar com essa guerra constante. Contudo, é partir da chegada de Julia (a Ucraniana e former bond girl, Olga Kurylenko), sobrevivente da queda da espaçonave ''Odisseia'' que os questionamentos  e dúvidas de Jack crescerão e tomarão rumos que nem Vika nem o próprio Jack imaginam, mas que talvez convenham a Malcolm e cia. ~ Zoe Bell( À Prova de Morte) e Nicolaj Coster-Waldau (o Jaime Lannister de Game of Thrones ) são alguns dos membros aliados à cia de Malcolm, todas pira - .

 

O filme é magnânimo! Isso se revela pelas tomadas monstras que se vê (a filmagem foi feita usando uma câmera nova da Sony a CineAlta F65, o que deve ter influenciado na grandiosidade do projeto). A fotografia e os efeitos visuais são um show a parte do filme. Um exemplo disso é o cenário de fundo da base de onde ficam Harper e Vika. Eles são takes ''a céu aberto'' filmados durante dia, noite, entardecer, amanhecer e etc e que foram colocados em telas de tamanho real para que não fosse usado o famoso ''fundo verde''. Além disso, a luz do set de gravação é basicamente a luz original desses takes, o que deixa tudo ainda mais natural e real.  A trilha sonora é super mega original. M83 fez uma música especial que passa no fim dos créditos (esperem para ouvir) e tem até Led Zeppelin (ooooow!). Aliás, o diretor é muito atencioso a todos os departamentos  do filme e acompanhou de perto todo o processo de pré-produção, roteiro,filmagens e edição.  Ou seja, não tinha como não sair bem feito.
 
Outro ponto alto do filme é o elenco! Ai, que loucura! Tom Cruise não é o exemplo de melhor ator do mundo, já que sempre faz papéis muito similares, todavia aqui ele é ''um exercito de um homem só'' (quando assistirem entenderão essa deixa) e o enredo bem bolado, está a seu favor. As moças que fazem um ''quase triângulo amoroso'' com Tom são super talentosas. Principalmente, a britânica ruivissima, Andrea Riseborough, que está na pele de Vika e que por pouco não ficou com o papel, pois atrizes como Kate Beckinsale e Diane Kruger foram consideradas, contudo, no fim,(UFA)  Riseborough levou. O personagem que foi para a ex-bond girl, Olga, seria vivido por Jessica Chastain que saiu na última hora por conflito de horários em outros projetos. O papel também foi cotado para atrizes como Kate Mara e  Noomi Rapace (atriz sempre requisitada em papeis de mulheres fortes).  Morgan Freeman e seus rebeldes, principalmente Nicolaj, já dão sua deixa do meio pro fim da película e mesmo assim deixam sua marca.

Concluindo, só preciso dizer que Oblivion é um filme que foi mega bem planejado e estruturado. Assim, sinceramente, vai ser difícil ver alguém sair do cinema falando mal, porquê, no minimo, ele entrete e dá pra perceber a beleza do filme até nos sketches do projeto, pois foram perfeitamente bem desenhados.Na verdade, todo o argumento e idéia do filme te deixam embasbacado e querendo mais. Ín-cri-vel!



Ficha Técnica
Diretor: Joseph Kosinski. Elenco: Tom Cruise, Morgan Freeman, Nikolaj Coster-Waldau, Olga Kurylenko, Nikolaj Coster-Waldau, Zoe Bell, Melissa Leo, Andrea Riseborough, James Rawlings, Catherine Kim Poon, Lindsay Clift, John L. Armijo, Jaylen Moore, Andrew Breland, Jordan Sudduth, Efraiem Hanna, Jeremy Sande, Z. Dieterich, Julie Hardin, Philip Odango, Paul Gunawan, Fileena Bahris, Joanne Bahris, Ryan Chase Lee, Booch O'Connell, Jay Oliver, Jason Stanly. Produção: Peter Chernin, Dylan Clark, Duncan Henderson, Joseph Kosinski, Barry Levine. Roteiro: Joseph Kosinski, William Monahan. Fotografia: Claudio Miranda. Trilha Sonora: M.8.3 , Led Zeppelin. Ano: 2013 País: EUA Gênero: Ficção Científica Distribuidora: Paramount Pictures Brasil .

Trailer

Filme mais que indicado à todos, pois o enredo é digno ~ adoooro filmes
sobre sociedades distópicas ~ e já dizia o bom e velho sábio:
 ''A arte vale à pena'' e Oblivion merece uns 2 ''bloody awesome'' e
 1 ''wicked'' pela bela tentativa ! ! !
= p

Então, não percam! 12 de Abril nos cinemas.


Ps: Tom veio promover o filme no Brasil semana passada.
E, com essa, somam quatro as visitas do astro para divulgar
seus filmes por aqui.




See Ya!


B.

Escrito por Bárbara Kruczyński

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook