Bates Motel e Mostra Alfred Hitchcock

Fiquei na dúvida se deveria escrever esse post ou não, como já falei sobre Bates Motel na minha coluna da Galera Record (quem quiser ver meus posts por lá é só clicar aqui) tive medo de acabar sendo repetitiva nos comentários. Mas ok! A série é tão boa que vale a pena falar de novo, uma, duas, três vezes...
Mas antes...

Mostra Alfred Hitchcock

Vou aproveitar para dar uma dica bem legal. Está acontecendo desde o dia 2 no CCBB aqui de Brasília a Mostra Alfred Hitchcock. A mostra trás 35 longas do diretor e mais de 100 episódios de séries de Tv.
Esses dias estou acampando por lá e vou continuar por mais algum tempo, até o fim (dia 4 de Agosto). Vale muito a pena para quem é fã ou mesmo quer conhecer um pouco mais do trabalho do Hitch. Todo mundo sabe que ele é O mestre do suspense, e não é todo dia que temos a chance de ver PSICOSE no cinema, né? Sei que o post está um pouquinho fora do timing, já que as exibições estão na metade do caminho. Não custa nada dar o recado, ainda tem muito filme incrível para passar: Festim Diabólico (dia 17/7), O Homem que Sabia Demais (dia 18/7), Os Pássaros (dia 20/7 e 4/8)  e Janela Indiscreta (dia 20 e 25/7), Um Corpo que Cai (dia 21/7) e Disque M para Matar (dia 21/7 e 4/8), Psicose (dias 24 e 26/7). Gente, tem coisa demais! Para conferir a programação completa, só dar uma olhadinha no site.
Eu conhecia o Hitchcock, claro. Mas fiquei surpresa em perceber que tinha assistido à pouquíssimos filmes dele. Shame on me! Bem, antes tarde do que nunca, não é mesmo??


Agora deixa eu voltar para o foco do post...

Bates Motel

Não dá para dizer que eu não tinha expectativas para a série, eu confesso que estava bem animadinha. Mas nada que me fizesse ir procurar o download 40 minutos depois de ir ao ar nos Estados Unidos (eu faço isso MUITO). Chegou o dia da estréia, fiz meu check in no GetGlue para ganhar os adesivos - que até já chegaram! -, só deixei para assistir na quarta (ela passa segunda). E UAU! Fiquei bastante surpresa, superou muito minhas expectativas, Bates Motel é daquelas que te deixam grudada na tela pelos (quase) 50 minutos do show. Tem tensão do começo ao fim, ótimo (será??!) para gente aflita como eu, que fica parando os episódios a cada 5 minutos para checar o feed do facebook.

A série da A&E é um prelúdio da história que assistimos em Psicose. Acompanhamos a vida do Norman antes dele virar o assassino que a gente conhece do filme. Eu não sabia bem o que esperar da novidade. Quando a série foi anunciada, os fãs de Psicose se dividiram, teve gente que gostou da idéia, nada mal saber como era a vida dele antes de tudo, outros xingaram muito no twitter.
O Norman é um adolescente aparentemente normal, vai a escola, se apaixona, tem problemas para se relacionar com algumas pessoas. Nada que não poderia acontecer com qualquer recém chegado. Mas é aí que vamos percebemos que ele não é tão normal assim...

No elenco tem dois nomes bem conhecidos, a Vera Farmiga faz a mãe do Norman, a Norma Bates (bizarro esses nomes combinando hehehe). E o papel principal ficou para o Freddie Highmore, que a gente conhece lá da Fábrica de Chocolates. De início não achei nada de surpreendente, mas olha como ele ficou a cara do Anthony Perkins nessa foto:

Eu fiquei viciada na série! Segunda mesmo já ficava alerta a espera do episódio. E fiquei bem chateada quando a temporada acabou. Não sabia bem o que esperar, e me surpreendi. É interessante ver  o Norman mandando mensagem pelo iPhone e o quanto a mãe dele era obcecada por ele. As coisas vão ficando bem claras. Tem umas cenas bem pesadas, então não recomendo para quem gosta de coisas mais água com açúcar.  Mas se esse não for seu caso, vá em frente, eu garanto que vale cada minuto.

Não espere ver Psicose na série, no máximo a gente pega algumas referências, mas não passa disso. A impressão que eu tive no piloto, e que acabou se confirmando com o passar da temporada, era que Bates Motel fosse criar um história própria que se desenvolvesse independente do futuro que conhecemos no filme. Mais ou menos como aconteceu em Smallville.
Acertei. 

xoxo

Nanda

Escrito por Fernanda Xavier

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook