Confissões de Adolescente - A série e o filme

Em 1994 Confissões de Adolescente estreou na TV Cultura e fez um grande sucesso aqui no Brasil. A série foi baseada em uma peça, montada a partir dos diários da atriz Maria Mariana.
Os episódios mostravam a vida de 4 irmãs adolescentes, Diana (Maria Mariana, a dona dos diários), Bárbara (Georgiana Góes), Natália (Daniele Valente) e Carol (Deborah Secco) que viviam com o pai no Rio de Janeiro. O pai das meninas (Luiz Gustavo) tinha que se virar para dar conta de cuidar das meninas financeiramente e emocionalmente. Dá para imaginar uma carga dessas?
Como o nome já deixa claro, o programa mostrava o conflito das moças naquela fase que a gente pensa que é a pior (só esperar chegar os 20 para ver o que é época ruim hahahahaha), cheia de dúvidas sobre a vida, relacionamentos, carreira e o tão temido futuro.
O bom humor com que as lições e os conflitos das garotas eram mostrados deu o toque que faltava para fazer o nome da série.
Natália, Carol, Diana e Bárbara
A primeira vez que eu ouvi falar de Confissões de Adolescente faz alguns anos e ainda estava no colégio (meu Deus! estou muito velha :O). Eu não lembro exatamente onde, mas vi na internet mesmo e uma semana depois já tinha assistido a todos os episódios no You Tube e dado um jeito de conseguir o livro. Fiquei meio obcecada e queria mais e mais. Infelizmente a série acabou com duas temporadas e isso era tudo que eu tinha para ver. A peça teve uma nova montagem em 2009, mas eu não tive a oportunidade de assistir.

Então IMAGINEM MINHA ALEGRIA quando fiquei sabendo que estavam produzindo o filme? Gente, não tem coisa mais gratificante para quem gosta de uma coisa que já acabou saber que vai ter mais um gostinho daquilo! (Os fãs de Veronica Mars que o digam.)

Karina, Bianca, Alice e Tina
A versão cinematográfica trás Tina (Sophia Abrahão), Bianca (Bella Camero), Alice (Malu Rodrigues) e Karina (Clara Tiezzi) no papel das irmãs protagonistas. Sempre dá aquele medinho dessas adaptações né? Pois podem ficar tranquilos, o filme é uma delícia! Eles conseguiram fazer uma adaptação bem realista para nossa época. Tem facebook, smartphones e internet para todos os lados! E por incrível que pareça, a essência da história continuou ali. Os conflitos da idade, alegria, empolgação, medo, continua tudo ali, só que em uma versão geração Y. Trouxeram o estilo de cada uma delas da série para o filme sem maiores problemas, mais um ponto positivo, sendo que a diferença de personalidade das meninas era um dos pontos mais interessantes da série, elas são totalmente diferentes mas se dão muito bem (que inveja!).
Se já era difícil ser adolescente nos anos 90, escrevendo as aflições em diários, imagina como é ter essa idade hoje em que ABSOLUTAMENTE TUDO está exposto para quem quiser ver.
Eu fui adolescente há poucos anos, e já naquela época era muito msn, orkut e blog pessoal para deixar a gente exposto. Imagina só como é hoje em dia? O cuidado tem que ser redobrado. Ah, isso foi uma coisa no filme que ficou meio solta, tem vários depoimentos dos meninos e das meninas falando dos problemas em uma espécie de youtube/vimeo, mas hora nenhuma deram nenhuma mensagem sobre como a exposição na internet pode ser perigosa, uma oportunidade perdida.
20 anos depois: As meninas de 1994 e 2014

Outra coisa que eu amei foi colocarem as atrizes da série para fazer participação no filme. Adorei ver Maria Mariana, Georgiana Góes, Daniele Valente e Deborah Secco interpretando "gente grande", dessa vez elas são mães, professoras e chefes. O elenco também tem o Cássio Gabus Mendes como o pai das meninas, Hugo Bonemer, Christian Monasas, Tammy Di Calafiori e Olivia Torres (a protagonista do fofíssimo Desenrola).

 
Eu adorei!!! Fiquei emocionada algumas vezes e a trilha sonora linda só ajudou né? A cenas em que a Tina (Sophia) canta são absolutamente adoráveis e eu quase chorei em uma delas, ops hahahahaha
Nós passamos a vida assistindo filmes e séries americanas, então eu fico bem satisfeita quando tem produções nacionais com a qualidade tão boa quanto as gringas. Nesse universo "teen" gostei muito de Desenrola e agora de Confissões de Adolescente. Nas séries ficamos um pouco em falta, tem muita coisa pro público infantil e adulto, mas os adolescentes ficam meio perdidos ali no meio. Malhação já teve seus anos de glória, só que vamos combinar que isso já passou faz tempo. Faz falta um programa para essa faixa etária, exatamente como costumava ser Confissões de Adolescente nos anos 90 e malhação nos 2000.


Corram pro cinema que ainda dá tempo de ver, o filme estreou dia 10 mas ainda tem em muitas salas.

xoxo

Nanda

Escrito por Fernanda Xavier

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook