AND THE OSCAR (MAY) GO TO... 2015 (1)



Ah, fazia tempo que estava com os dedos coçando para começar a escrever este post, mas estava esperando o festival de New York passar a fim de ter uma melhor ideia de quais filmes estariam na disputa pela estatueta dourada da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. É a "oscar race" de 2014/2015 que já começou, guys!  Como já faço há dois anos, venho acompanhando as previsões (desde que a última cerimônia acabou haha) e trago para vocês as grandes apostas de especialistas dos filmes que provavelmente estarão entre a lista de indicados à "melhor filme"!


A Most Violent Year


Aprovação no rotten tomatoes: 89%

Direção de: J. C. Chandor

Roteiro de: J. C. Chandor

Elenco: Oscar Isaac, Jessica Chastain, Alessandro Nivola, David Oyelowo e Albert Brooks

Sinopse: Um thriller ambientado em Nova York, durante o inverno de 1981, estatisticamente um dos anos mais violentos na história da cidade, e focado na vida de um imigrante e sua família tentando expandir os seus negócios e aproveitar as oportunidades enquanto a violência desenfreada, decadência e corrupção do dia-a-dia arrastam eles para dentro e ameaçam destruir tudo o que eles construíram.


Com o trailer já percebi que não é meu tipo de filme, mas a imprensa internacional está apostando muito nele... O filme anterior de J. C. Chandor, "All is Lost", era tido como presença certa entre os indicados do ano passado, mas falhou. Este ano, quem sabe a academia não “repara o erro”? Engraçado, a Jessica Chastain <3 – além de já ter sido indicada duas vezes – está em vários filmes que “tem cheiro de Oscar” este ano. Será que a veremos com duas indicações?

American Sniper (Sniper Americano)



Aprovação no rotten tomatoes: 75%

Direção de: Clint Eastwood

Roteiro de: Jason Dean Hall

Elenco: Bradley Cooper, Siena Miller, Jake Mcdorman, Kyle Gallner, Luke Grimes

Sinopse: Adaptado do livro American Sniper: The Autobiography of the Most Lethal Sniper in U.S. Militar History, este filme conta a história real de Chris Kyle, um atirador de elite das forças especiais da marinha americana. Durante cerca de dez anos, ele matou mais de 150 pessoas, tendo recebido diversas condecorações por sua atuação.



Eastwood já lançou um filme este ano que não foi bem nem de crítica nem de público. Por isso, aos 45 do segundo tempo ele lança um segundo filme em um mesmo ano. Será que dessa vez vai? Não dá para apostar contra ele - que já ganhou dois Oscars como melhor diretor. Além disso, o filme é protagonizado pelo Bradley Cooper, que foi indicado ao Oscar nos dois últimos anos. 

Big Eyes


Aprovação no rotten tomatoes: 71%


Direção de: Tim Burton

Roteiro de: Scott Alexander e Larry Karaszewski

Elenco: Amy Adams, Christoph Waltz, Danny Huston, Krysten Ritter e Jason Schwartzman

Sinopse: O drama apresenta a história real da pintora Margaret Keane, uma das artistas mais comercialmente rentáveis dos anos 1950 graças aos seus retratos de crianças com olhos grandes e assustadores. Defensora das causas feministas, ela teve que lutar contra o próprio marido no tribunal, já que o também pintor Walter Keane afirmava ser o verdadeiro autor de suas obras.


Burton sempre foi um diretor muito amado, mas seus últimos filmes decepcionaram. “Big Eyes” é sua chance de redenção, mesmo que o projeto me pareça um pouco “não Burton”: mais realista e sem Johnny Depp ou Helena Bohan Carter, figurinhas carimbadas na maioria dos trabalhos do diretor. Além de uma possível indicação à melhor filme e melhor diretor, o filme pode ainda dar a Amy Adams sua sexta indicação ao Oscar (terceira consecutiva). Será que dessa vez ela leva? Dizem por aí que sua maior competição vai ser Juliane Moore (por Still Alice), outra que faz tempo que merece levar a estatueta para casa.

Birdman


Aprovação no rotten tomatoes: 92%

Direção de: Alejandro González Iñárritu

Roteiro de: Alejandro González Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris Jr. e Armando Bo

Elenco: Michael Keaton, Emma Stone, Edward Norton, Andrea Riseborough, Zach Galifianakis, Naomi Watts, Amy Ryan, Merritt Wever e Benjamin Kanes.

Sinopse: No passado, um ator fez muito sucesso interpretando um super-herói que se tornou um ícone cultural. Entretanto, o tempo passou e, devido a problemas de ego e com a família, a carreira dele sucumbiu. Decidido a recuperar a fama perdida, ele agora se dedica a tirar do papel um musical da Broadway que irá reabilitar sua carreira.


O filme do diretor mexicano Alejandro González Iñárritu foi lançado no festival de Telluride e causou muito burburinho. É uma comédia, que não é o gênero preferido da academia (a última comédia a ganhar o Oscar foi "Annie Hall" em 1978), mas os críticos simplesmente amaram! Sem falar que marca o retorno de Michael Keaton aos holofotes. Aliás, o desempenho dele, do Edward Norton e da Emma Stone (s2) estão sendo muito elogiadas também.

PS: Iñárritu já recebeu indicação ao Oscar de melhor diretor por "Babel" e outros dois filmes dirigidos por ele, "Amores Perros" e "Biutiful", receberam indicações para melhor filme estrangeiro.

Boyhood (Boyhood - Da Infância À Juventude)


Aprovação no rotten tomatoes: 98%

Direção de: Richard Linklater

Roteiro de: Richard Linklater

Elenco: Patricia Arquette, Ellar Coltrane, Lorelei Linklater e Ethan Hawke

Sinopse: . O longa faz uma viagem pela infância do menino Mason e mostra as mudanças que acompanham sua vida, dos 6 aos 18 anos de idade, do primário à entrada na faculdade. As primeiras paixões, a mudança de escola e a visão de como é ser filho de pais separados são alguns dos temas retratados no filme.


Eu quero muito ver este filme! Afinal, não é todo dia que você tem a oportunidade de ver um filme que demorou 12 anos para ser feito. Isso mesmo! O filme acompanha o jovem ator Ellar Coltrane desde que ele tinha seis anos até a idade adulta. Insane, right? Confesso que essa é mesmo minha maior motivação para querer ver o filme, mas de qualquer forma, eu também adoro um bom drama familiar.

Foxcatcher (Foxcatcher - Uma História que Chocou o Mundo)


Aprovação no rotten tomatoes: 86%

Direção de: Bennett Miller

Roteiro de: Dan Futterman e E. Max Frye

Elenco: Steve Carrel, Mark Ruffalo, Channing Tatum, Vanessa Redgrave e Sienna Miller

Sinopse: Em Foxcatcher seguimos a verdadeira história de David Schultz, um lutador olímpico de luta greco-romana que foi assassinado por John du Pont.



Nossa, parece ser muito dramático! O que a academia adora. haha Dirigido pelo mesmo diretor de “Capote” e “Moneyball” (ambos indicados ao Oscar), o filme ainda conta com performances elogiadíssimas de Steve Carell, Channing Tatum e Mark Ruffalo

Fury (Corações de Ferro)


Aprovação no rotten tomatoes: 78%

Direção de: David Ayer

Roteiro de: David Ayer

Elenco: Brad Pitt, Shia LaBeouf, Logan Lerman, Jon Bernthal, Michael Peña, Jason Isaacs e Scott Eastwood.

Sinopse: Durante o final da Segunda Guerra Mundial, um grupo de cinco soldados americanos é encarregado de atacar os nazistas dentro da própria Alemanha. Apesar de estarem em quantidade inferior e terem poucas armas, eles são liderados pelo enfurecido Wardaddy, sargento que pretende levá-los à vitória, enquanto ensina o novato Norman a lutar.


Todos sabem que a academia ama filmes sobre a segunda guerra mundial. Dirigido e roteirizado pelo mesmo diretor do aclamado “Marcados para Morrer”, este filme estrelado por Brad Pitt (que levou o Oscar ano passado por ser um dos produtores de “12 Anos de Escravidão”) pode surpreender. Pelo menos ótimas cenas de ação estão garantidas!

Gone Girl (Garota Exemplar)


Aprovação no rotten tomatoes: 89%

Direção de: David Fincher

Roteiro de: Gillian Flynn

Elenco: Ben Affleck, Rosamund Pike, Neil Patrick Harris, Tyler Perry e Carrie Coon

Sinopse: Na época de seu quinto aniversário de casamento, Nick Dunne avisa a polícia que sua linda mulher, Amy, está desaparecida. Sob pressão da polícia e da imprensa, a imagem desse casamento perfeito começa a desmoronar. Logo, suas mentiras e seu comportamento estranho fazem todo mundo começar a perguntar: Será que Nick Dunne matou sua mulher?


Vi o filme na semana passada e adorei! David Fincher (que já ganhou um Emmy, um Grammy e foi indicado ao Oscar duas vezes) consegue transformar uma história até novelesca em um suspense muito bem construído, intrigante, tenso e surpreendente, que te deixa morrendo de vontade de saber como vai terminar. As 3 h e meia de filme voam! Affleck está bem, mas é Rosamund quem arrebenta. Ela simplesmente comanda a tela em cada cena que está presente. Impossível ela não ser indicada! A crítica da Bárbara pode ser lida aqui.

Inherent Vice (Vício Inerente)


Aprovação no rotten tomatoes: 71%

Direção de: Paul Thomas Anderson

Roteiro de: Paul Thomas Anderson

Elenco: Joaquin Phoenix, Josh Brolin, Owen Wilson, Katherine Waterston, Reese Witherspoon, Benicio del Toro, Jena Malone, Maya Rudolph, e Martin Short

Sinopse: O filme acompanha a vida de Larry "Doc" Sportello, um detetive particular maconheiro que perambula pela Los Angeles de 1970 investigando o caso de uma menina sequestrada.


O filme estreou no festival de New York e como todos os outros filmes do Paul Thomas Anderson, foi elogiado, apesar de algumas críticas negativas. Dizem que ele pode ser muito peculiar para a academia, mas com alguém como Anderson no comando... não dá para apostar que Inherent Vice esteja fora da disputa.

Interstellar


Aprovação no rotten tomatoes: 71%

Direção de: Christopher Nolan

Roteiro de: Jonathan Nolan e Christopher Nolan

Elenco: Matthew McConaughey, Anne Hathaway, Jessica Chastain, Michael Caine, Bill Irwin e Ellen Burstyn

Sinopse: Ambientado no futuro, o filme detalha o impacto das mudanças climáticas na agricultura. Resta apenas uma plantação de milho para ser cultivada. Em busca de outros lugares viáveis para plantar, um grupo de cientistas viaja para outras dimensões através de um “wormhole" (buraco de minhoca), conceito cósmico que pressupõe a existência de atalhos dentro do espaço-tempo.


Eu pessoalmente acho Nolan ótimo, e sei que muita gente também... E acho um absurdo ele não ter sido indicado para o prêmio de melhor diretor por "Inception" e "The Dark Night". Ninguém sabe muita coisa sobre seu mais novo filme, mas todos estão especulando que pode ser o “Gravidade” deste ano. Será?

Into the Woods (Caminhos da Floresta)


Aprovação no rotten tomatoes: 70%

Direção de: Rob Marshall

Roteiro de: James Lapine

Elenco: Meryl Streep, Emily Blunt, James Corden, Anna Kendrick, Chris Pine, Lilla Crawford, Daniel Huttlestone, Tracey Ullman, Christine Baranski, Mackenzie Mauzy, Billy Magnussen e Johnny Depp.

Sinopse: Uma bruxa está decidida a dar uma lição em vários personagens famosos dos contos de fadas, como Chapeuzinho Vermelho, Cinderela e Rapunzel. Cabe a um padeiro e sua esposa a tarefa de enfrentá-la, de forma a colocar as histórias e seus personagens em ordem.


Rob Marshall dirigiu "Chicago", o ultimo musical a conseguir ganhar o Oscar. Será que ele repete o feito com "Into The Woods"? A peça na qual o filme é baseado ganhou três Tonys (o prêmio mais importante do teatro dos EUA) e o elenco é simplesmente espetacular... ps: Apesar de conter personagens de contos de fada, pelo que li a história não é para crianças. 

Espera que não acabou não! A segunda parte do post está logo aqui

Escrito por Vitor Souza

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

1 comments:

sofia martínez disse...

O segundo e terceiro filmes são muito bem-sucedida. Foi amplamente divulgado o trailer do “Filme American Sniper”, de Clint Eastwood e estrelado por Bradley Cooper. O longa é baseado no livro de Chris Kyle, homem que foi atirador de elite do exército americano. O objetivo do filme é mostrar como ele, apesar do aparente sucesso profissional, teve tantos problemas pessoais. Francamente, eu esperava muito mais de American Sniper. Não apenas porque ele é dirigido pelo veterano Clint Eastwood. Que esse sim entende de cinema. Mas porque acho que desde The Hurt Locker a guerra não deveria mais ser vista da forma tradicional. Aqui, infelizmente, ela é. E isso é frustrante. Para este filme de Clint, existe claramente um lado bom, um lado justo e que faz sentido, enquanto o outro lado não tem voz e nem argumento. Visão simplista, mais uma vez. Uma pena. Minha nota, se fosse outro diretor por trás de American Sniper, seria ainda menor. Mas respeito demais o Clint para dar-lhe menos que 7. De qualquer forma, para mim, este filme está longe de ser um dos melhores de 2014. Bem feito, verdade. Mas tantos outros filmes vazios são bem feitos… Dá para dispensá-lo sem culpa.

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)