Kung Fu Panda 3 em (3D)





Ação, aventura, sentimentalismo, Cinco Furiosos, Dragão Guerreiro e muita, mas muita fofura é o que você vai encontrar nesta animação. Chega aos cinemas brasileiros, nesta quinta-feira (3), Kung Fu Panda 3 (3D), continuação da franquia iniciada em 2008.

Nesta terceira etapa, Po (Jack Black/Lucio Mauro Filho) encara novos desafios: firmar-se como Dragão Guerreiro, substituir Mestre Shifu (Dustin Hofman) em seus ensinamentos e liderar Tigresa (Angelina Jolie), Macaco (Jackie Chan), Louva-Deus (Seth Rogen), Víbora (Lucy Liu) e Garça (David Cross) no combate ao vilão Kai (J.K. Simmons). Contudo, Po ainda não se sente confiante para encarar tal missão e percebe que precisa descobrir quem ele é e o que significa ter o título que lhe fora dado. Ele descobre que a resposta pode estar no alto das montanhas, na aldeia secreta dos pandas e, para encarar essa jornada, recebe a ajuda de seus dois pais: Sr. Ping (James Hong) e Li (Bryan Cranston), o pai biológico. Mas ele precisa correr, pois, Kai o Mestre da dor, A Fera da Vingança, O Fazedor de Viúvas está coletando o Chi de todos do reino e agora vai atrás do último discípulo de Oogway (Randall Duk Kim) no mundo dos vivos.

A animação tem enredo semelhante aos filmes anteriores (guerreiros, lutas, piadas, vilão) e não apresenta nada de muito novo. Po encontra seu pai biológico, conhece novos pandas, mas não explicam como se esconderam tanto tempo ou porquê Li não foi atrás de seu filho antes. Ainda assim, é bem divertido. O protagonista tira sarro do vilão, leva tudo na brincadeira e, talvez, esse aspecto seja o que faz com que nos aproximemos ainda mais e torçamos por ele.



Este é um filme de evolução e “término” de um ciclo, posto que, no primeiro filme, Po foi escolhido por Oogway mas não acreditava em si mesmo e nem era aceito pelos Cinco Furiosos. No segundo, ele já era aceito, mas ainda tinha problemas com autoconfiança. Este é um filme onde o problema é resolver a falta de autoconfiança, aprender coisas novas e perceber que não está sozinho.

As dublagens (em português) ficaram ótimas encaixam super bem com as animações. Novos personagens são introduzidos, alguns são estereotipados, mas todos têm sua importância ali, ainda que, de início, pensemos o contrário. Mei Mei (Kate Hudson), por exemplo, é uma panda dançarina que apresenta toda sensualidade e desenvoltura na arte da sedução [e posteriormente se mostra uma grande lutadora também]. Já os filhotes são carismáticos e divertidos (e geram mais renda para a família Jolie-Pitt, já que, pelo menos dois, são dublados por seus filhos).

O design da produção ficou incrível, bastante colorido, porém mais obscuro nos momentos de vilania, o que dá bom tom ao enredo. O 3D faz valer o dinheiro investido: tem boa funcionalidade, não é forçado e apresenta elementos que talvez se percam caso seja assistido em 2D. A trilha sonora de Hanz Zimmer também é boa. Detalhe: Ver um panda aprender como ser um panda é engraçado.

 Trailer 


Ficha Técnica: Kung Fu Panda 3, 2016. Direção: Alessandro Carloni e Jennifer Yuh.Roteiro: Jonathan Aibel e Glenn Berger. Elenco: Lucio Mauro Filho,Jack Black, Angelina Jolie, Dustin Hofman, Lucy Liu, Dave Cross, Seth Rogen, Bryan Cranston, Jackie Chan, J.K.Simmons, James Hong, Kate Hudson, Randall Duk Kim. Gênero: Animação, aventura.Trilha Sonora Original: Hans Zimmer. Distribuidor: Fox Films. Duração: 01h35min

Em resumo: Kung Fu Panda 3 é um filme divertido, colorido, capaz de retirar gargalhadas das crianças (e risos dos adultos) sério, eu ri em algumas partes mas que não traz nada de muito diferente dos dois filmes anteriores. Os diálogos funcionam bem, as piadas (tanto as físicas quanto as verbais) funcionam, o 3D melhora a experiência e a trilha sonora encaixa bem. Também é importante lembrar que o filme apresenta mensagens bacanas como autoconfiança, acreditar em quem se ama e de que a evolução pessoal só acontece quando se encara novos desafios.


Nota: 3,5/5



03 de Março, nos cinemas!



Por Leandro Lisbôa


Sobre o autor:
I’m Batman (Bem que gostaria)
Chamo-me Leandro, tenho 27 anos e sou jornalista desde 2012. Atualmente estudo Design de Interiores e Letras Língua Inglesa. Gosto de games, de livros e não dispenso uma boa conversa. A cultura pop é um interesse que tem crescido cada vez mais em mim e, por isso, tenho buscado entender mais e falar sobre.Adoro séries e fazer maratona não é nada difícil para mim. E por falar em maratona, também sou apaixonado por esportes.
=D

Escrito por staff

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

2 comments:

Nathalia Ganesha disse...

Animada para ver o filme, mas 1º sempre será melhor kkk. Adorei o novo estilo do blog ;)

wannabenerd disse...

Vlw, Nathalia!!!!

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)