Rua Cloverfield, 10






Você já assistiu McGayver? Sente saudade dele? Então chega mais, pois em 10 Cloverfield Lane (Rua Cloverfield 10 – em português) a protagonista é praticamente sua versão feminina. A produção estreia hoje, 7, nos cinemas do país.


Michelle (Mary Elizabeth Winstead) é uma jovem mulher que termina seu relacionamento e vai embora da cidade, mas tem sua jornada interrompida ao sofrer um acidente de carro. Ao acordar, encontra-se no porão de um desconhecido que diz a ter salvo e a mantém ali para o próprio bem. Desconfiada de tudo ela passa a buscar maneiras de livrar-se do cativeiro em que se encontra. Junto com ela estão Howard (John Goodman), dono do bunker e Emmett (John Gallagher Jr), um ex-atleta.


Howard é um ex-integrante da marinha cheio de teorias da conspiração e construiu o bunker, pois, segundo ele, um ataque russo sim, os russos novamente seria iminente. Ao descobrir que suas premonições estavam certas, ele se tranca no local e evita que todos ali saiam, alegando que do lado de fora há risco biológico pela contaminação tóxica do ar. O personagem de John Goodman é sisudo, rústico, estranho, cheio de manias e completamente mutável, o que fica perceptível conforme a trama avança. Já Emmett é um personagem mais raso, contudo tem papel importante na história.

A produção tem J.J. Abrams como produtor e mesmo assim não convence. Apresenta alienígenas [bem mal feitos] nos últimos dez minutos e, ainda assim, seria muito melhor se não os tivessem inserido. Nesses últimos momentos, Michelle sofre a síndrome do protagonista e tudo começa a dar certo para ela de forma absurda, transformando-a numa verdadeira versão feminina de McGayver. Os 15 últimos minutos são completamente descartáveis e a trama seria menos frustrante se fosse vendida como Suspense.


 A direção de Dan Trachtenberg é bem coordenada e faz com que os personagens recebam atenção em momentos específicos conduzindo bem a trama. O enquadramento em close facilita a sensação de claustrofobia e capta mais as expressões dos atores. O diretor também utiliza pontos de filmagem para ressaltar imponência, como no momento em que Michelle vai abrir a escotilha do bunker e a filmagem é feita de baixo para cima, dando a ela maior visibilidade.


O roteiro da dupla Josh Campbell e Damien Chazelle, também criador da ideia original, apesar de falhas e pontos que poderiam ser cortados é bom e traz personagens que se apresentam e contam suas histórias aos poucos, tornando-se mais complexos ao longo da produção. Os diálogos e ações, em boa parte, são motivados por desconfiança o que gera carga emocional ainda maior em boa parte do filme.


 Apesar de pequeno o elenco se entrosa bem e, além de Mary Elizabeth Winstead, John Goodman e John Gallagher Jr, conta ainda com Mat Vairo, Maya Erskine, Suzanne Cryer e Bradley Cooper.
 


 Trailer



Ficha Técnica: 10 Cloverfield Lane. Direção: Dan Trachtenberg. Roteiro: Josh Campbell e Damien Chazelle. Elenco: Mary Elizabeth Winstead, John Goodman, John Gallagher Jr, Mat Vairo, Maya Erskine, Suzanne Cryer e Bradley Cooper. Nacionalidade: EUA. Gênero: Ficção Cientifica. Suspense, Terror. Distribuidor: Paramount Pictures. Duração: 01h43min.

Em resumo: a produção é mediana e cheia de falhas. Em diversos momentos você sente a pressão psicológica pelo suspense ( na ação e falas dos personagens), os enquadramentos são bem pensados e funcionam e até os diálogos são interessantes, todavia, peca ao se vender somente como ficção científica/terror.



Nota: 1,8/5

07 de Abril, nos cinemas!


Por Leandro Lisbôa


Sobre o autor:
I’m Batman (Bem que gostaria)
Chamo-me Leandro, tenho 27 anos e sou jornalista desde 2012. Atualmente estudo Design de Interiores e Letras Língua Inglesa. Gosto de games, de livros e não dispenso uma boa conversa. A cultura pop é um interesse que tem crescido cada vez mais em mim e, por isso, tenho buscado entender mais e falar sobre.Adoro séries e fazer maratona não é nada difícil para mim. E por falar em maratona, também sou apaixonado por esportes.
=D
 

Escrito por staff

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comments:

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)