A Lenda de Tarzan (3D)


Sinopse: Anos se passaram desde que o homem conhecido como Tarzan (Skarsgård) deixou as selvas da África para trás, para levar uma vida burguesa como John Clayton III, Lord Greystoke, com sua amada esposa, Jane (Robbie) ao seu lado. Agora, ele foi convidado a voltar ao Congo para servir como um emissário de comércio do Parlamento, sem saber que, na verdade, é uma peça usada em uma ação de ganância e vingança, organizada pelo belga Leon Rom (Waltz).
Ficha Técnica: The Legend of Tarzan, 2016. Direção: David Yates. Roteiro: Adam Cozad e Craig Brewer - Baseado no personagem criado por Edgar Rice Burroughs. Elenco: Alexander Skarsgård, Margot Robbie, Christoph Waltz, Samuel L. Jackson, Jim Broadbent, Djimon Hounsou, Sidney Ralitsoele. País: EUA. Gênero: Aventura, Ação. Trilha Sonora Original: Rupert Gregson-Williams. Figurino:Ruth Myers. Fotografia: Henry Braham. Direção de Arte: David Allday. Edição: Mark Day. Distribuidor: Warner Bros Pictures. Duração: 01h50min.
Trailer: 

 A nova adaptação do famoso personagem criado, em 1912, por Edgar Rice Borroughs se difere das demais. Com um ar sombrio e imagens com tons mais escuros, A Lenda de Tarzan foca em um tema social de grande importância: a escravidão. O agora lorde John Clayton é convidado pelo rei belga Leopoldo III a visitar o Congo, por motivos diplomáticos, mas recusa. No entanto, o representante americano, George Washington Williams (Samuel L. Jackson), conta a ele sobre suas suspeitas de que um regime escravocrata está em vigor no país. Então, o rei das selvas é convencido a voltar para a terra em que cresceu.


 A história de como Tarzan nasceu, cresceu e conheceu Jane é contada por meio de flashbacks. A edição faz com que isso seja feito de uma forma gostosa e envolvente. Alexander Skarsgård e seus músculos fazem um bom trabalho. A química com a MA-RA-VI-LHO-SA Margot Robbie é forte e apaixonante. Ela entrega uma Jane forte, corajosa e ousada, sem medo de enfrentar todos. Christoph Waltz faz o vilão Leon Rom - louco que quer formar um exército de mercenários e entregar John ao seu grande inimigo, o chefe Mbonga (Hounsou) - e, como sempre, atua muito bem. Contudo, o ator austríaco parece ter se acostumado com o tipo de papel, o que não o deixa mais com atuações surpreendentes. 


 O grande (enorme, na verdade) destaque do filme é George. Samuel L. Jackson é outro que parece ser incapaz de falhar em suas interpretações. Ele e Skarsgård formam uma boa dupla. O representante dos Estados Unidos é responsável pelas cenas mais engraçadas, principalmente ocasionadas pelo seu estranhamento com as habilidades do lorde selvagem. É uma garantia de boas risadas durante a sessão. 


 O responsável por um dos mais reconhecidos gritos do cinema causa certo estranhamento, já que não sai pela selva de tanguinha, como o público provavelmente está acostumado e/ou espera. O figurino é fiel ao século XIX, no qual a história passa, com destaque para as belas roupas de Jane. O filme dirigido por David Yates (diretor dos quatro últimos filmes de Harry Potter) é uma boa aventura, apesar de não surpreender tanto. O foco na escravidão e a referência à matança de animais feita pelos humanos dão um tempero à trama. No geral, os efeitos são bons. A trilha sonora é gostosa e apresenta a ótima "Better Love", do cantor Hozier. O 3D é dispensável, mas assistir naquelas poltronas que se movimentam é uma experiência bem interessante.

<3 <3 <3


P.S.: Para finalizar, a Margot Robbie sendo linda. Ela estará duplamente nas telonas, com A Lenda de Tarzan e Esquadrão Suicida. É muito amor!



HOJE, NOS CINEMAS!
Classificação: 12 anos


Abraços apertados!
Deborah

Escrito por Deborah Novais

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comments:

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)