Kingsman: O Círculo Dourado


A espera acabou! A aguardada continuação de Kingsman, um dos melhores longas de 2015 (comentário aqui), finalmente chega ao público. ''O Circulo Dourado'' vem com uma ornamentação um pouco distinta da primeira, mas implementa mais ação, mais 'piadas com contexto sexual' e se abrange ao mundo pop #dicumforça.

O elenco original retorna com: Taron Egerton, Mark Strong, Sophie Cockson, Edward Holcroft e até Colin Firth. Entre as adições estão: Michael Gambon, Channing Tatum, Pedro Pascal, Julianne Morre, Halle Berry, Jeff Bridges e o cantor Elton John.

Na trama, Eggsy vê a Kingsman ser destroçada, após uma leva de ataques liquidarem todos os membros da agência e também colocar a vida de seus entes queridos em perigo. Merlin (Strong) decide levar então o garoto para os Estados Unidos e lá procurarem a ajuda da Statesman, uma organização ultra secreta de espionagem norte-americana que equivale a Kingsman no Reino Unido. Na Statesman, Merlin e Eggsy  encontram a solidariedade dos agentes Champagne (Bridges), Tequila (Tatum) e Whiskey (Pascal), além da perspicaz Ginger (Berry) - o cérebro do lugar. O grupo acaba tendo que unir forças, pois acabam descobrindo que a maior traficante de drogas da atualidade, Poppy (Moore), está eliminando todos os seus inimigos em potencial e foi responsável pela fatalidade na agência britânica. Descobrem ainda que um possível agente da Kingsman pode ter sobrevivido a uma missão suicida no passado.

O filme também é dirigido por Matthew Vaughn e, como no primeiro, Vaughn é roteirista em parceria com Jane Goldman

Trailer


Também baseado na obra de Mark Millar e Dave Gibbons, Kingman: O Círculo Dourado, traz uma condução afiada de Vaughn para um enredo convincente e cheio de ótimas piadas. Inclusive, todo o exagero das tiradas com contexto sexuais do primeiro longa ganham aqui ainda mais força e crescem em um nível estrondoso.

Vaughn é novamente ligeiro, dinâmico e violento. Evidencia todas as possibilidades do caminho que o filme pode seguir e faz o espectador se divertir. Seu jeito elegante de conduzir também é destaque e não há desequilíbrio com os riscos que ele toma.

O roteiro é sortido e convence com diálogos fortes e bem dispostos. Havia uma certa preocupação em como trazer alguém do além e ser eloquente e a teoria apresentada casa perfeitamente para apresentar a nova agência ou a agência que não conhecíamos antes. Na HQ a Statesman, na verdade, se chama 'Uncle Sam'.

''Não fique parado no meu túmulo chorando. Não estou lá. Não morri'.'
Confesso que quando vi o primeiro trailer d' O Circulo Dourado pensei com meus miolos: ''NÃO É POSSÍVEL QUE HARRY STYLES <3, opis, HARRY HART ESTEJA VIVO!! Isto é um afronte a nossa inteligência (afinal, quem assistiu 'Serviço Secreto' o viu levar um tiro na cabeça). Mas olha, não queria dizer que somos burros não, só não tínhamos pensado na possibilidade de que existisse um tipo de tecnologia que pudesse 'restaurar' as pessoas. Mesmo que elas ficassem com sequelas.
Pois sim, é o que rola com Harry Hart. 

Quando todos os mil acontecimentos com a Kingsman se dão (poxa, o Michael Dumbledore Gambon aparece tão poquinho, queria mais), Merlin e Eggsy encontram o agente e se fazem essa mesma pergunta. Porém, a maravilhosa e , pouco utilizada, Ginger responde todas as nossas questões e claro faz uma tremenda parceria com Merlin.

As relações de Eggsy também ganham um big espaço na tela. É drama com a namorada (a princesa que menciona a tal possibilidade de uma posição sexual e faz você se questionar 'será que isto foi pesado?'), com os amigos e até com o cachorrinho. Acredita-se, que teria como 'dar aquela boa enxugada' em tudo isso, mas no geral, não atrapalhou tanto.

 

Todos os agentes da Statesman tem codinomes a partir de bebidas
Os personagens que adentram o mundo de Kingsman acabam trazendo boas questões. Como exemplo, o agente Tequilla de Tatum que nos faz refletir sobre nossas falhas e recaídas. Whiskey (Pascal) é quase todo o tempo o valentão e um pouco misterioso que traz algumas suspeitas, já Bridges faz o parça, o avô boa pinta. Berry aparece como a representação da mulher que está em uma posição importante, mas quase nunca é reconhecida para ter novas chances e novos trabalhos.

A maravilhosa Julianne Moore tem pouquíssimas cenas, mas aparece em todos os atos e justifica suas ações com discursos inteligentes sobre certas drogas serem licitas quando não deveriam, na verdade, o ser. Suas maneiras de agir corrompe e exclui seu poder da fala. Mas a interlocução não deixa de ser consistente. Poppy é uma personagem que usa do medo em ser pega para movimentar a geografia e aparenta ter um luxuoso resort dos anos 40, em algum lugar da América do Sul ou Central.

Julianne Moore é a adição perfeita e têm ótimos dialogos
As cenas de ação aqui estão super mega ensaiadas e com gosto de quero mais. Desde o inicio, o filme trabalha bem isto. Rapidez é o lema desses agentes.

Sons escoceses e a tocante Country Road aparecem por todo o filme. Elton John está aqui como ele mesmo, então sim, você o verá cantando, porém, há também um link para o porquê ele está no longa - e para mim certas partes com ele poderiam ser deletadas.

O figurino assinado por Arianne Phillips, vem impecável. Poppy e os agentes da Statesman trazem aquele guarda roupa country e super fofo do sul estado-unidense, enquanto, Eggsy, Merlin e Harry são os nossos agentes com ternos estilosíssimos.

A edição de Eddie Hamilton vem no mesmo tom do primeiro.


Ficha técnica: Kingsman, The Golden Circle, 2017.Direção: Matthew Vaughn. Roteiro: Jane Goldman,  Matthew Vaughn - baseado na HQ ''The Secret Service''. Elenco: Colin Firth, Mark Strong, Taron Egerton , Sophie Cookson, Edward Holcroft, Halle Berry, Jeff Bridges, Pedro Pascal, Channing Tatum. Gênero: Ação, Espionagem. Trilha Sonora Original: Henry Jackman e Matthew Magerson. Figurino: Arianne Phillips. Edição: Eddie Hamilton. Distribuidor: Fox Filmes. Nacionalidade: Reino Unido.Duração: 2h21min.

Avaliação: Quatro ternos de linhagem real prontos para mostrar seus adicionais (4/5).

Não tão espetacular como Serviço Secreto, mas imperdível e bonzão!

Ps: O terceiro, já anunciado, também terá Vaughn na direção.

28 de Setembro nos Cinemas!

See Ya!











B-

Escrito por Bárbara Kruczyński

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comments:

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)