Mãe!


Um filme que me fez sair da zona de conforto!
Mãe, escrito e dirigido por Darren Aronofsky, me fez pensar e repensar após as primeiras sensações de "não gostei" quando as luzes do cinema acenderam.

Ficou uma grande interrogação (?) Não gostei porque?
Comecei a entender minha reação quando o próprio Darren disse que não é um filme de "fácil aceitação", é um soco que "ou você cai ou você revida". É o tipo de filme que "ou você embarca na viagem ou não".

E, a princípio, eu não embarquei!
Mãe fala por metáforas e alegorias e isso deixa muito pano para manga...
Várias interpretações possíveis.

Na sinopse diz: O filme gira em torno de um casal (Jennifer Lawrence e  Javier Barden) que vê seu relacionamento testado após a chegada de pessoas não convidadas (Michelle Pfieffer e Ed Harris entre outros) em sua residência. O fato acaba com a tranquilidade entre eles.


Uma sinopse bem superficial para um filme tão denso.
A trama maior você só descobre assistindo.

E tudo é proposital no filme. A fotografia "embaçada" que chega a incomodar, demonstrando destruição, devastação, causando uma atmosfera pesada.

Tudo se passa em uma casa de campo, uma mansão vitoriana que Jennifer Lawrence - a mãe (não há nomes no filme) está reformando inteira após um suposto incêndio que a destruiu no passado. A casa fica no meio do nada, cercada por grama e árvores. Sem vizinhos ou rodovias de acesso. Após o incêndio só o que restou foi um cristal que deu a esperança da reconstrução.

O marido, Javier Barden, um escritor famoso, passa seus dias centrado em um novo poema, pois se viu bloqueado desde o incêndio.


O que eles querem?
Eles vieram me ver.
Repentinamente estranhos chegam, invadem "a casa" sem cerimônia alguma, destroem, danificam, devastam e nada que a dona da casa diga os faz parar de agir insanamente.
Há também uma substância amarela que a mãe ingere e que o diretor fez questão de manter em segredo.

Mas, como em outros filmes do diretor, nada é o que parece ser. 
Classificado como suspense psicológico sobre amor, devoção e sacrifício. Vai muito- mas bota muuuuuito - além disto.


Ficha Técnica: Mother!, 2017. Direção e roteiro: Daren Aronofsky . Elenco:Javier Bardem, Jennifer Lawrence, Ed Harris, Michelle Pfeiffer, Domhnall Gleeson e Brian Gleeson. Nacionalidade: EUA. Gênero: Drama, Suspense. Fotografia:Matthew Libatique . Edição:  Andrew Aisblum.  Distribuidor: Paramount Pictures. Duração:0202min. 

Na coletiva de imprensa o próprio diretor esclareceu várias dúvidas sobre o filme, o que ele quis dizer com a história e suas reais expectativas quanto a recepção do público. E tudo ficou mais definido para mim. O filme é genial e atinge totalmente o público do diretor.

É um filme que mexe com a cabeça e o coração.
Não mudei minha impressão inicial, mas pretendo rever o filme sob outra ótica.

Dia 21 nos cinemas
Assista e tenha suas próprias impressões!

Helen Nice
@n.dacoruja

Escrito por staff

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comments:

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)