Os Farofeiros


Entra em cartaz hoje a comédia nacional ''Os Farofeiros'', com direção de Roberto Santucci e roteiro de Paulo Cursino e Odete Damico. No elenco de peso estão: Paulo Manfrini (Paulinho Gogó), Danielle Winits, Cacau Protássio, Aline Riscado (revelando-se uma boa comediante), António Fragoso, Charles Paraventi, Elisa Pinheiro e Nilton Bicudo.

A história é aquela mais que conhecida "cilada" de Ano Novo que toda família se mete (quem nunca???).  No caso, Alexandre, personagem de Fragoso, está para ser promovido no trabalho com as bem vindas mudanças de final de ano e só pensa na viagem incrível que  fará com a família para Búzios.

Trailer


Aos 45 minutos do segundo tempo, a esposa dondoca e cheia de mi mi mi, Renata (Winits), lhe comunica que o passeio furou e que ele teria que arranjar outro lugar pois a mulher não quer passar o Réveillon trancada no apartamento com as crianças.  
Mas onde ir então já que os planos foram por água abaixo?? Só resta aceitar o convite do colega de firma, o escrachado Lima que alugou com a esposa, filhos e amigos, uma casa "incrível" próxima (hahaha) a Búzios.

Já dá para imaginar a farofada, né? Para completar, o amigo chorão (Bicudo) chega com a namorada gostosona, Elen (Riscado). 

Ficha Técnica. Título original: Os Farofeiros. Distribuição: Downtown/Paris. País: Brasil. Gênero: comédia. Ano de produção: 2017. Classificação: 12 anos. Direção: Roberto Santucci. Elenco: Maurício Manfrini, Cacau Protásio e Danielle Winits.

O filme começa meio forçado, com piadas exageradas. Mas calma...logo ele encontra o ritmo e a história rende umas boas gargalhadas. 
Impossível não se ver em algumas situações que só se transformam em piada quando a viagem termina. Aquela casa na praia que "não tem praia", fica super distante de tudo, suja, nada funciona, quente, cheia de pernilongos, piscina imunda. Conhece o enredo? rsrsrs

E ainda tem a trama da promoção de Alexandre que terá que demitir um dos colegas. Esta situação até rende momentos ternos e meigos e se duvidar até umas lagriminhas dos mais sensíveis.

O longa faz uma boa jogada quando envolve os personagens com a plateia dentro do cinema e de quebra insere referências a filmes como O Chamado - prestem atenção na cena da piscina, pois é hilária. Resumindo...esperava até menos do que vi e  me surpreendi para o bem. Ri mais do que imaginava que podia.

Então, boa diversão. A produção vale o ingresso.

08 de março nos cinemas
Por

Helen Nice
@n.dacoruja

Escrito por staff

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comments:

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)