Adoniran - Meu nome é João Rubinato


O diretor Pedro Serrano, já premiado pelo curta "Dá licença de contar", fez aqui uma coletânea de imagens de arquivo, cenas das antigas tevês Tupy e Record, entrevistas de rádio, depoimentos de amigos, familiares e imagens da cidade de São Paulo e moldou um belo documentário sobre a figura peculiar de Adoniran Barbosa, nome artístico de João Rubinato. Persona e personagem se confundem em diversas situações a ponto de não sabermos com certeza se os fatos narrados são 100% verídicos. 

Histórias das rodas de samba, da maloca, dos amigos Joca e Mato Grosso, a tal de Iracema e a demolição da favela são descritos em letras de músicas com um linguajar típico de Adoniran. Os causos sobre as letras das canções que marcaram época como Trem das Onze ou Saudosa Maloca por vezes tem mais de uma versão. As contradições e variações nos fatos provam que havia um personagem "Adoniran" e os vários tipos criados por ele nas novelas de rádio e, mais tarde, na tv e a figura real de João Rubinato. 
''Samba do Arnesto''

Amigos e familiares descrevem uma figura com comportamento divertido, beberrão, sempre com um cigarro na mão, mulherengo, mas que no fundo carregava uma tristeza disfarçada.

O documentário narra de forma linear sua vida particular e carreira artística com altos e baixos, que se fundem com as transformações sofridas pela cidade de São Paulo. As modernidades chegando e deixando para trás aquele jeito malandro e descontraído de levar a vida, revelando uma pessoas triste que soube transformar as agruras e adversidades da vida em letras de sambas bem humoradas que bem representaram a nossa cidade. A imagem do palhaço triste bem o representa.

Um documentário que relembra e descreve muito bem a figura marcante de Adoniran. Uma bela homenagem.

Eu gostei principalmente por ter memórias afetivas em relação a algumas músicas. Acredito que o público também se lembrará e se encantará com ele.

O longa abrirá a 23º edição do Festival Internacional de Documentários ''É Tudo Verdade'', dia 11 de abril, e também será exibido em outras datas. Confira abaixo:


Datas de exibição durante o Festival:
IMS Paulista – dia 12/04 - 17h
CCSP – dia 19/04 – 17h
Sesc 24 de Maio – dia 22/04  - 11h



Por
Helen Nice
@n.dacoruja

Escrito por staff

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comments:

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)