Olhos no Deserto


Romeu e Julieta com tecnologia. A combinação ficou interessante e resultou em um filme leve e que até arranca umas lágrimas no final.

Uma improvável conexão Detroit- África se faz através de drones - robôs parecidos com aranhas mecânicas - usados no monitoramento dos campos de petróleo. Gordon (Joe Cole) é um dos encarregados de operar estes drones e através deles conhece uma mulher que chama pelo codinome Julieta. Ela está tendo um romance secreto impossível de se concretizar pois seus pais já arranjaram um casamento para ela com um homem mais velho, o que é comum naquela sociedade.
Gordon passa a segui-la e vê que Ayusha (Lina El Arib) planeja fugir com o namorado (Faysal Zegrab) e resolve ajudá-la remotamente. Mas um acidente muda os planos de Ayusha.

Trailer


Mesmo sem poder vê-lo Ayusha confia em Gordon e aceita seu auxílio e um elo de amizade e amor platônico nasce entre eles.

Um filme romântico na medida certa, onde o diretor Kin Nguyen explora o uso da tecnologia, como isto torna as pessoas solitárias e carentes, e a amizade e solidariedade nas relações humanas, mesmo indo contra as normas e tradições. Gordon quebra regras rígidas para ajudar uma desconhecida e Ayusha foge à tradição ao negar um casamento arranjado.


Ficha Técnica

Gênero: Drama | Romance
Duração: 90’
Diretor: Kim Nguyen 
Elenco: Joe Cole, Lina El Arabi, Brent Skagford, Faycal Zeglat, Mohammed Sakhi
Produção: Pierre Even
Produtores executivos: Jeff Sackman,  Marie-Claude Poulin, Sébastien Beffa, Nicolas Brigaud-Robert, Valéry Guibal, François Yon


Uma história de amor pura e ingênua que agradou por sua simplicidade. 

Destaque para a cena entra um cego perdido na aldeia e um dos robôs.

O filme me surpreendeu e agradou bastante.
Recomendo.

24 de Maio nos cinemas

Por 
Helen Nice
@n.dacoruja

Escrito por staff

    Comentários Blogger
    Comentários Facebook

0 comments:

Postar um comentário

Pode falar. Nós retribuímos os comentários e respondemos qualquer dúvida. :)